RELACIONAMENTOS – Estabelecendo relações de amizade

Bhagavan, por que ouvimos algumas pessoas e outras não? Isso acontece especialmente com nossos pais e pessoas próximas. Pessoas próximas nos dizem coisas e nós as ignoramos. As mesmas coisas ditas por outras, ouvimos. Isso magoa os outros. Como lidar com isso?

“Veja, em uma relação próxima geralmente tomamos os relacionamentos como certos.

São tão próximos de nós, que sentimos que nos pertencem, que são nossos.

Assim sendo naturalmente, subestimamos as relações.

Então, quando nossos pais nos dizem algo, achamos que eles estão tentando nos dominar ou nos controlar.

É a maneira como enxergamos.

Se a relação que temos com nossos pais ou pessoas próximas é de amizade, isso não acontece.

A estrutura da amizade não existe nos relacionamentos.

Colocamos neste âmbito nosso cônjuge, nossos pais ou irmãos ou alguém conhecido, onde toda essa estrutura vem de fora, onde sentimos que eles estão nos dominando.

Mas, se o seu relacionamento com seu irmão ou cônjuge ou pais é de amizade, este problema não ocorre.

Então, primeiro, você tem que estabelecer essa amizade e esse problema se resolverá.

Se for seu amigo você o ouvirá.

É por isso que temos que ter amizade em nossos relacionamentos.”

?14 ERROS NA VIDA?

Ensinamentos de Sri Bhagavan sobre Relacionamentos:

1 – Tentar estabelecer o nosso próprio padrão de certo e errado e esperar que todos concordem com isso.

2 – Tentar mensurar a alegria dos outros pela nossa.

3 – Esperar uma uniformidade de opinião no mundo.

4 – Preocupar-se e preocupar os outros com o que não pode ser remediado.

5 – Exigir julgamento e experiência das crianças.

6 – Esforçar-se para moldar todas as coisas igualmente.

7 – Lutar por coisas triviais.

8 – Buscar a perfeição em nossas próprias ações.

9 – Não aliviar, se pudermos, tudo o que precisa de alívio.

10 – Não permitir a fraqueza dos outros.

11 – Considerar impossível algo que nós mesmos não podemos executar.

12 – Viver como se o dia, a hora, o momento, fossem tão importantes que durariam para sempre.

13 – Acreditar somente no que nossas mentes finitas podem captar.

14 – Julgar pessoas pela aparência, quando o que está dentro é o que importa.

“Perdoar é libertar um prisioneiro e descobrir que o prisioneiro era você.”

– Sri Bhagavan

 

 

Facebook
Facebooktwittergoogle_pluspinteresttumblrmail

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.